Acne

A acne é uma doença não só estética, mas de cunho psicossocial, cujo tratamento correto não só leva à cura, como também, e principalmente, devolve a auto-estima do paciente. É um problema de pele muito comum, que costuma aparecer no início da puberdade e adolescência, mas também pode afetar adultos. Ela é causada pela inflamação das glândulas sebáceas pequenas em torno do cabelo, rosto e/ou peito. Na maioria das pessoas, a acne tende a desaparecer após os 25 anos, mas existem casos em que ela pode continuar até uma idade mais avançada.

  • Existe cura para a acne?

Um dermatologista é quem deve indicar o tratamento mais adequado para cada pessoa e o grau da acne, podendo ir desde cremes e sabões antioleosidade até o uso de medicamentos via oral. Um tratamento nunca deve ser feito por iniciativa própria ou porque “deu certo com um amigo”. O que é eficaz para uma pessoa pode não ser para outra.

Todos os medicamentos só podem ser utilizados se receitados por um médico, e deve ser feito o acompanhamento durante todo o período do tratamento.

  • O que causa a acne?

Durante a puberdade, a produção de hormônios sexuais masculinos (andrógenos) aumenta, tanto nos meninos quanto nas meninas. Esses hormônios estimulam as glândulas sebáceas, produzindo maior quantidade de gordura. Em algumas pessoas, as glândulas sebáceas são extremamente sensíveis aos andrógenos, e estas pessoas podem desenvolver uma acne grave que exige cuidados médicos.

Simultaneamente à produção de gordura pelas glândulas, há um estreitamento do canal onde ela deve sair, evitando a sua expulsão para o exterior. Quando essas glândulas sebáceas são infectadas por bactérias da pele ocorre o aparecimento das espinhas.

Alterações hormonais relacionadas com o período menstrual e a gravidez também podem contribuir para o desenvolvimento da acne. Da mesma forma, irritantes ambientais como a poluição, calor intenso, umidade e frio também são fatores determinantes.

  • O que pode piorar a acne?

Trabalhar em ambiente úmido, com produtos químicos, óleo ou graxa;
Estresse ou tensão emocional;
O período menstrual;
Certos medicamentos e produtos químicos;
Cosméticos gordurosos;
Fator hereditário.

  • O que podemos fazer em casa para melhorar a acne?

> Lavar o rosto duas vezes ao dia com sabão neutro, e de lavar o rosto se você estiver suado. Evite esfregar seu rosto ou lavá-lo com muita frequência, porque isso também piora a acne.
> Evite penteados em que o cabelo está constantemente tocando o rosto. Também é essencial manter seu cabelo tão limpo quanto possível, especialmente se ele é oleoso.
> Não espremer as espinhas, pois isso piora a acne e pode causar cicatrizes permanentes.
> Evitar o excesso de exposição da pele à luz solar. A luz solar pode melhorar a acne temporariamente, mas o excesso de sol pode causar marcas permanentes, além de queimaduras e câncer de pele.
> Não utilize hidratantes/cremes gordurosos. Eles bloqueiam os poros da pele e levam ao aparecimento de espinhas.
> Não há nenhuma evidência científica que comprove que determinados alimentos podem causar acne. No entanto, se perceber que alguns alimentos específicos aumentam as espinhas, é bom evitar ou reduzir a ingestão deles.
> Tenha uma dieta variada, beba muita água e faça exercício físico regularmente. Se a pessoa está bem, a pele também ficará bem.
> Consulte um bom especialista sobre a melhor maneira de cuidar da pele. (Clique aqui para marcar a sua consulta!)

  • Quando devo consultar um médico?

> Quando as espinhas não melhorarem depois de seis ou oito semanas de cuidados.
> Quando a acne causar estresse psicológico.
> Quando as espinhas são grandes e dolorosas.
> Quando há cicatrizes de espinhas.
> Quando surgem manchas escuras.

  • É possível remover cicatrizes de espinhas e acne?

Sim! Cicatrizes causadas pela acne podem ser eliminadas por abrasão dermatológica, ou tratamento à laser